Café com Anime: “Irozuku Sekai no Ashita Kara” episódio 5

Bem vindo ao Café com Anime, sua dose semanal de bom papo e animação japonesa!

Nessa temporada, o Finisgeekis, Anime21, Dissidência Pop e É Só um Desenho discutem Irozuku Sekai no Ashita Kara. 

Irozuku dá espaço para suas personagens se envolverem. Mesmo assim, as pistas de conflito começam a aparecer. Será que a viagem ao tempo de Hitomi terá uma virada dramática ou será apenas um sabático mágico? Confiram conosco:

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Quando eu era criança adorava aqueles adesivos de estrela que brilhavam no escuro. Colava em tudo o que é canto do meu quarto: parede, teto. E pensar que no mundo de Irozuku eu poderia fazer o mesmo com um simples pózinho:

Aparentemente, o Yuito concorda. A cena foi tão dramática que o anime decidiu usá-la para encerrar o episódio.

E aí? Será que a magia fez efeito (se vocês entendem o que eu quero dizer? :kissing_heart: )

buniiito4Fábio “Mexicano”

Mais um episódio em que brilhou as relações entre múltiplos personagens. Ser um adolescente é complicado, pertencer a um grupo é complicado, tudo pode ter efeitos caóticos imprevisíveis, e Irozuku está fazendo bom uso disso, sem cair em clichês ou usando atalhos.

diego gonçalvesDiego

De fato foi outro ótimo episódio. Irozuku tem um elenco bem forte, e sabe muito bem como utilizá-lo. E eu fico muito feliz com o fato de que o triângulo amoroso aparentemente se resolveu em um episódio, porque eu não tenho paciência pra triângulos não :smile:

buniiito4Fábio “Mexicano”

Não necessariamente se resolveu. O cara lá pode ainda estar interessado na Hitomi, mas pelo menos parece que isso não vai gerar intriga entre as garotas e isso já é muita coisa.

cat ultharGato de Ulthar

O ponto alto do episódio foi sem dúvida a interação do elenco de coadjuvantes, principalmente o pretenso triângulo amoroso que se formou.

Mas a Hitomi também não fez feio, foi “fofo”, por assim dizer, ver ela se esforçando no trabalho, mesmo não vendo cores, e ainda por cima um trabalho no qual as cores são de suma importância.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Agora que sabemos que há um catálogo, o trabalho dela parece ter ficado muito mais fácil. Não se sinta mal, Hitomi. Se pessoas que enxergam cores não conseguem memorizar os tons da Pantone, ninguém brigará com você por conta disso.

Só tenha um pouco de vergonha na cara e não gaste os componentes premium da sua bisavó.

Escute suas palavras, elas têm sabedoria. É justamente lidando com adversidades (e com material menos que o ideal) que a gente cresce.

Relembrando isso agora, não posso deixar de notar como esse episódio enfatizou o tema do crescimento muito mais do que os outros. O anime ainda nos deixa no escuro sobre o verdadeiro propósito da vinda da Hitomi, mas não há dúvidas de que ela (e os outros) estão aprendendo.

buniiito4Fábio “Mexicano”

Eu ia dizer que não a culpo na questão dos ingredientes porque foi a Kohaku quem falou, mas provavelmente no futuro do qual ela veio se faz pó mágico praticamente do mesmo jeito, com a mesma logística, é algo que mesmo não gostando de magia ela deve ter crescido vendo e deveria saber.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Também não a culpo. Esse é o tipo de coisa, aliás, que a gente aprende do jeito difícil. Quem nunca na adolescência resolveu fazer um lanche com aquele ingrediente especial que seus pais guardavam na geladeira que atire a primeira pedra.

De minha parte, acho que a “lição” que mais gostei foi a troca que a Kohaku teve com a Asagi. Depois da decepção que teve ao ter o futuro lido, a bruxa nos conta que o destino não está escrito em pedra:

buniiito4Fábio “Mexicano”

Hmm … já fiz muita merda, mas sou fresco pra comer e nunca tivemos nada muito especial em casa, então … sinta-se apredrejado (você que pediu!). (Não tem emoji de pedra:frowning2: )

A hora que ela foi ler a sorte da Asagi eu já vi que ia dar ruim. Daí a bola de cristal ficou azul e LOL

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Pode ser só nóia minha, mas eu fico me perguntando se isso não é foreshadow para algo mais importante. Tipo o próprio destino da Kohaku e da Hitomi.

Será que, ao voltar ao passado, ela pode afetar o futuro da sua família? Será que a Kohaku do futuro lembra dessa conversa que teve com a Asagi e enviou a neta de propósito ao passado para que ela reescreva a história?(editado)

buniiito4Fábio “Mexicano”

Eu continuo achando que vai ser muito bizarro se a Hitomi se apaixonar e tiver que voltar para o futuro. Talvez a Kohaku se apaixone pelo menos garoto que ela? E talvez ela não tenha se tocado ainda porque sei lá, talvez sua mãe tenha casado de novo e ele mudou de sobrenome?

Aquela coisa da Kohaku perguntar com quem ela se casa pode ter sido mais do que um chiste.

diego gonçalvesDiego

Eu mantenho a minha hipótese de que se trata de uma viagem no tempo de tipo cíclico: a avó mandou a Hitomi pro passado porque no passado ela recebeu a visita da neta e, muito provavelmente, viu como ela cresceu como maga e como pessoa enquanto estava ali. E também acho bastante possível que a Hitomi não vá voltar ao seu tempo, até porque do que o anime nos falou a avó precisou preparar a magia por sessenta anos antes de conseguir ativá-la.

E a propósito: não temos ingredientes especiais aqui em casa, e eu mesmo normalmente só faço miojo. Então é, Vinicius, mais uma pedra, lamento :stuck_out_tongue:

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Você também, Diego? :worried: Nem usaram material de desenho, sei lá, do irmão artista achando que era canetinha? “Brincaram” com uma escultura em Lego que seu pai guardava de decoração? Comeram o chocolate que sua mãe tinha comprado pra dar de presente a alguém? Jura que vocês nunca fizeram isso?

buniiito4Fábio “Mexicano”

Comer doce alheio é de praxe. Meu próprio pai fazia (e ainda faz) isso, então não consigo me sentir culpado pelo que fiz na infância e adolescência. Hoje em dia respeito a diabete alheia.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Uma vez eu estava na casa de outra pessoa e esse amigo me perguntou se eu queria tomar um chá. Achei super chique – quem toma chá, afinal de contas? Daí chegou a mãe e ficou uma arara: “Vocês beberam o chá que a tia fulana trouxe da Inglaterra! Esse chá era especial!! Era pra tomar o Mate Leão no armário!!!! Por que vocês inventaram de tomar chá pra início de conversa?!!!” Quando vi a mãe da Kohaku brava lembrei na hora do episódio…

diego gonçalvesDiego

Eu não toco em nada de ninguém sem permissão :stuck_out_tongue: Até pra abrir um pacote de bolachas aqui em casa eu grito alto que vou fazer isso, justamente pelo eventual risco de ser algo que alguém estava guardando pra depois :smile:

buniiito4Fábio “Mexicano”

Sim, eu sempre pergunto antes de pegar qualquer coisa que não fui eu mesmo quem comprou. E que história tensa, Vinícius, você deve ter se sentido como a Asagi se sentiu nesse episódio vendo a mãe da Kohaku dar uma bronca nela na frente de todo mundo

cat ultharGato de Ulthar

Eu não sou nada inovador, mas já coei um pudim que foi deixado na geladeira que não era meu, só que o dono ficou muito bravo, mas eu não fui pego, consegui esconder as provas do crime.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Mas voltando ao ponto do Diego, queria trazer um ponto que devo à Rebecca Silverman do ANN. Há uma cena do anime em que Kohaku e sua mãe são vistas em uma livraria. A avô da garota diz à Hitomi que elas estão procurando tomos antigos, pois ela tem a impressão de que “algum dia minha magia seria necessária”. O “X” da questão é a tomada em si:

Aparentemente, esse romance que o livreiro lê, A Traveller in Time é um clássico da literatura anglófona infanto-juvenil. Que fala justamente de uma garota que se vê enviada ao passado sem motivo aparente. E, uma vez lá, se esforça para salvar Mary Stuart da Rainha Elisabeth I.

Pode ser só um easter egg. Mas a tomada me pareceu “séria” demais para uma referência solta. Vocês acham que podem ser um foreshadow de alguma coisa maior.

Aliás, nem perguntei: algum de vocês leu esse livro? Eu pessoalmente não o conhecia.

buniiito4Fábio “Mexicano”

Nem sabia que existia também. Mas enfim.

Acho que para começar esse tipo de trama agora talvez esteja um pouco tarde? Quero dizer, episódio 5 de 13

A não ser que seja algo bastante metafórico… mas daí pode ser literalmente qualquer coisa, e continuo no escuro tanto quanto antes

diego gonçalvesDiego

Também duvido que o anime enverede por caminhos mais “high stakes“. Acho que ele se manterá no slice of life e no romance mesmo. Ah, e também desconhecia por completo o livro.

cat ultharGato de Ulthar

Não conhecia esse livro também, e penso eu, não quer dizer nada demais além de ser uma curiosa e interessantíssima referência ao tema do anime, que é viagem temporal. O mesmo efeito poderia ter sido obtido se ele estivesse lendo, por exemplo, A Máquina do Tempo, de H. G. Wells.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Mesmo que seja apenas um tempero, acho que ilustra bem o esmero que Irozuku põe em cada frame.

Nós comentamos desde o início sobre quão bonito o anime é. Mas a cada episódio que passa percebo que ele é incrivelmente cuidadoso com outras coisas também. Os termos técnicos de fotografia do episódio passado. O livro desse episódio.

Há algum detalhe do tipo que tenha chamado a atenção de vocês em particular?

buniiito4Fábio “Mexicano”

Eu não achei a protagonista, a Hitomi, particularmente bonita, então demorei para começar a apreciar esse aspecto do anime. Mas sim, ele é bonito e bem animado, não só tecnicamente bem animado, mas seu storyboard é muito bem pensado.

cat ultharGato de Ulthar

O único diferencial da Hitomi é ter o cabelo cinza? Até agora só ela apresentou essa cor de cabelo né? Mas não é como se o anime seguisse as cores de cabelo reais, já que o cabelo do rapaz do clube de fotografia é laranja por exemplo.

Mas o anime é sim bem animado e bonito, todos os detalhes são muito bem pensados e colocados em cena, como aquele já mencionado detalhe do livro de viagem temporal.

diego gonçalvesDiego

O anime é sem dúvida bonito, mas eu sinto que meio que “se exauriu” no seu primeiro episódio. Digo, acho que todos podemos concordar que o primeiro foi o mais bonito, né? As cenas do festival, dos fogos, etc. Bom, não que eu esperasse o anime manter aquela qualidade de animação, seria pedir demais de quase qualquer produção

buniiito4Fábio “Mexicano”

Como eu não achei o anime bonito de cara, porque não gostei do character design da Hitomi, estou apreciando a beleza dele aos poucos desde então.

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Ele sem dúvida trouxe alguns detalhes muito inspirados que parecem até fora de lugar. Por exemplo essa cena Ghibliesca do primeiro episódio, que bate de frente com o naturalismo do anime:

buniiito4Fábio “Mexicano”

Achei essa magia super estranha. Se a Hitomi não tivesse dinheiro ficaria presa para sempre no limbo temporal? :smile:

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

E outra: quem raios é esse sujeito? Existem “sujeitos” que controlam/regulam a magia? Quer dizer que magia não é só pózinho? Há alguma contra-força à la xxxHolic envolvida? Enfim, é o tipo de personagem que eu esperaria de um anime de youkai. Só que Irozuku obviamente não é um deles.

Por outro lado, outros detalhes foram pensados com tanta minúcia que parece até desperdício. Por exemplo: quando a Hitomi pinta aquela tela com os ursinhos ela usa um pigmento chamado Azul da Prússia.

Esse pigmento existe de verdade e é super famoso no mundo da arte. Foi o primeiro pigmento sintético do mundo moderno. Também foi usado pelo Van Gogh no quadro “Noite Estrelada”. Tudo a ver com a identidade visual do anime, com seu foco em fogos de artifício e outras luzes noturnas:.

A painting of a scene at night with 10 swirly stars, Venus, and a bright yellow crescent Moon. In the background there are hills, in the middle ground there is a moonlit town with a church that has an elongated steeple, and in the foreground there is the dark green silhouette of a cypress tree and houses.

buniiito4Fábio “Mexicano”

Não sabia que era o primeiro sintético, mas o conhecia sim.

Eu quero a tela dela, aliás. É o tipo de merchandising que eu compraria :smile:

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Nossa, eu também queria Galera faz tanto merchan nada a ver (já vi até perfume de Attack on Titan!) Um negócio bonito como esse eu poria com gosto na parede.

buniiito4Fábio “Mexicano”

Ué, quem é que não quer cheirar a gigante comedor de gente?

 

booker finisgeekis 1Vinicius Marino

Equipe de marketing de Irozuku (ou, mais realisticamente, fanartists): se estiverem lendo isso, #ficaadica.

E acho bom nos despedirmos hoje. Esse papo me fez entrar na CD Japan e o dedo está coçando para comprar merchan.

Até semana que vem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *