“Napping Princess”: quando os sonhos passam da conta

Sonhos estão presentes na arte desde quando desenhávamos bisões em paredes de cavernas. É neles onde crianças enfrentam seus medos; sábios recebem profecias; roteiristas se redimem de plot holes.

De tempos em tempos, porém, surge alguma obra que mergulha nos sonhos de forma tão forçuda que parece cobrir nosso rosto com um lenço de clorofórmio. Ou nos conectar contra nossa vontade aos DC minis de Paprika.

Napping Princess, que invoca o “dormir” no próprio título, é uma dessas obras.

Continuar lendo “Napping Princess”: quando os sonhos passam da conta