Loading posts...
“Game over?” Como os games tornam o fracasso viciante
Ler

“Game over?” Como os games tornam o fracasso viciante

Tudo o que vive está fadado a terminar. Com essas palavras começa Nier: Automata, o novo jogo de Yoko Taro que coleciona elogios. Meio JRPG, meio bullet hell; meio ruminação filosófica, meio tributo metanarrativo, o jogo nos força, a todo momento, a repen...
‘Liberdade de escolha’, ou como os video games nos enganam
Ler

‘Liberdade de escolha’, ou como os video games nos enganam

O mundo dos games é repleto de chavões. Dentre eles, pouco são mais usuais (e controversos) do que “liberdade de escolha”. Fãs de RPG, em particular, terão dificuldade em encontrar qualquer análise aprofundada de seu jogos favoritos que não esbarre na expressã...
4 jogos para celebrar a obra de Akira Kurosawa
Ler

4 jogos para celebrar a obra de Akira Kurosawa

Exatos dez anos atrás, a Team Ninja anunciou na E3 Ni-Oh, um game semi-histórico baseado em um roteiro inacabado de Akira Kurosawa. Como tantos outros jogos, Ni-Oh não vingou, embora os desenvolvedores continuem a insistir em um lançamento futuro. Fãs de Kuro...
O que “The Witcher 3” nos ensina sobre afeto
Ler

O que “The Witcher 3” nos ensina sobre afeto

Qual foi a última vez que você se pegou pensando em uma personagem de videogame como uma pessoa real? Que passou o dia agonizando após um criatura de pixels e voz pré-gravada lhe dar as costas, ou “morrer” graças às suas ações? Para fãs de CRPG a pergunta é...