Loading posts...
3 coisas que games de estratégia erram sobre o passado – e 3 formas de consertá-las.
Ler

3 coisas que games de estratégia erram sobre o passado – e 3 formas de consertá-las.

Levante a mão quem nunca usou uma ovelha para explorar o mundo em Age of Empires 2. Ou "venceu" uma batalha em qualquer jogo Total War fugindo de seu inimigo até o tempo acabar. Jogos de estratégia podem representar o passado, mas é óbvio que não podem acer...
4 coisas que “We. The Revolution” nos ensina sobre populismo
Ler

4 coisas que “We. The Revolution” nos ensina sobre populismo

"Populismo" é uma palavra quente do momento. Em vários países, pelas mais variadas razões, pessoas têm tomado as ruas, as urnas e (em alguns casos) as armas contra as injustiças do status quo. Até agora, o resultado foram políticos ineptos ou demagogos afas...
4 jogos históricos para fugir da mesmice
Ler

4 jogos históricos para fugir da mesmice

História vende. Essa é a opinião de Bruce Shelley, da famosa série Age of Empires.  Pelo sucesso de sua franquia, não dá para dizer que está errado. E pelo lançamento de tantos blockbusters, históricos, de Assassin's Creed: Origins a Call of Duty: World War ...
“Kono Sekai no Katasumi ni”: a geração que não sabia ver
Ler

“Kono Sekai no Katasumi ni”: a geração que não sabia ver

Das imagens que minha vó trouxe da Segunda Guerra, uma se destaca das demais. De tempos em tempos, aviões aliados sobrevoavam seu vilarejo, metralhando tudo o que encontravam pela frente. Minha vó nunca ficava para o espetáculo: ao primeiro som das hélices, e...
“Jogador No. 1” e a vaidade da geração millennial
Ler

“Jogador No. 1” e a vaidade da geração millennial

Um jovem guerreiro encontra uma terra paradisíaca. Aqui, não há velhice, fome ou pobreza. Ele pode ser quem ele quiser, ao lado da mulher de seus sonhos. Um mundo perfeito. Um dia, no entanto, ele descobre que a perfeição cansa. Começa a sentir saudade do mun...
Uma aventura no Japão #8: finalmente Hiroshima
Ler

Uma aventura no Japão #8: finalmente Hiroshima

Se você tivesse uma única oportunidade de ir ao Japão, que lugar que você não deixaria de visitar em hipótese alguma? Para mim e para minha esposa, a resposta sempre foi óbvia: Hiroshima. Existem lugares que todo historiador deve conhecer para fazer jus ao...
Uma aventura no Japão #6: os ninjas de verdade não eram como você imagina
Ler

Uma aventura no Japão #6: os ninjas de verdade não eram como você imagina

Em toda viagem, há muito a se ganhar saindo das rotas mais óbvias. Em qualquer momento da vida, há ainda mais a se lucrar abandonando pré-concepções simplórias. É isso o que me levou, nos meus dias de Japão, a explorar a obscura cidade de Iga. Seu nome pod...
Uma aventura no Japão #2: os fantasmas de Yasukuni
Ler

Uma aventura no Japão #2: os fantasmas de Yasukuni

Esse artigo é parte de uma série. Para ver os demais, clique aqui. Alguns passeios são óbvios. Outros, nos fazem coçar a cabeça em desassossego. No Japão, esse é o caso do santuário Yasukuni. Trata-se de um templo dedicado aos heróis militares que mor...
“The Crown”: Por que Elizabeth II é tão importante
Ler

“The Crown”: Por que Elizabeth II é tão importante

Algumas heroínas são óbvias. Outras, nem tanto. Todos nós estamos acostumados a garotas mágicas e guerreiras de capa e collant. Nos últimos tempos, anti-heróinas e vilãs carismática também marcaram presença. Não parece ter sido o suficiente para a Netflix, ...
Shinkai e “Kimi no Na Wa”: A ‘era dos otakus’ realmente terminou?
Ler

Shinkai e “Kimi no Na Wa”: A ‘era dos otakus’ realmente terminou?

  Há algo de podre no reino dos animes. Ou, pelo menos, é o que se diz por aí. Fãs de Makoto Shinkai, o celebrado diretor de 5 Centímetros por Segundo, devem saber que seu novo filme, Kimi no Na Wa, acaba de ser lançado no Japão. Alguns figurões da indú...