Loading posts...
“Dies Irae”: perguntas valem mais que certezas
Ler

“Dies Irae”: perguntas valem mais que certezas

Se Deus existir, ele terá de implorar pelo meu perdão. A frase está gravada nas paredes de uma cela em Mauthausen, antigo campo de concentração nazista. Quando pensamos nos horrores do Holocausto, é fácil entender o porquê. De fato, não é simples conciliar...
4 jogos históricos para fugir da mesmice
Ler

4 jogos históricos para fugir da mesmice

História vende. Essa é a opinião de Bruce Shelley, da famosa série Age of Empires.  Pelo sucesso de sua franquia, não dá para dizer que está errado. E pelo lançamento de tantos blockbusters, históricos, de Assassin's Creed: Origins a Call of Duty: World War ...
“La Belle Sauvage”: Philip Pullman e sua nova luta contra a Autoridade
Ler

“La Belle Sauvage”: Philip Pullman e sua nova luta contra a Autoridade

His Dark Materials é uma das séries mais populares, célebres e polêmicas do cânone infanto-juvenil.  Vinte e dois anos depois do lançamento de seu primeiro livro – uma recontagem de Paraíso Perdido protagonizada por crianças – a ousadia de Phillip Pullman cont...
“Saint Alamo”: uma parábola da violência
Ler

“Saint Alamo”: uma parábola da violência

Se me perguntassem há alguns anos o que eu jamais resenharia, quadrinhos de faroeste estariam bem alto na lista. O western, de verdade, nunca me atraiu. Foi preciso a visão de um Kurosawa e o carisma de um Toshiro Mifune para que eu começasse a respeitá-lo no...
O Finisgeekis na BGS: uma espiada no futuro dos games
Ler

O Finisgeekis na BGS: uma espiada no futuro dos games

Esse domingo foi o último dia da Brasil Game Show, o maior evento de games da América Latina. Como gamer de carteirinha, é uma convenção que sempre quis conhecer. Como cosplayer, é mais uma oportunidade de ouro para vestirmos nossas personas favoritas. Como p...
“Made in Abyss” e “Aurora nas Sombras”: dois olhares sobre a escuridão
Ler

“Made in Abyss” e “Aurora nas Sombras”: dois olhares sobre a escuridão

(Aviso: contém SPOILERS para Made in Abyss) A temporada de verão acabou, e temos um veredito. Made in Abyss, baseado no mangá de Tsukushi Akihito, se tornou um dos animes mais polêmicos, comentados - e idolatrados - dos últimos tempos. Não é difícil entend...
“Cosplay, Steampunk e Medievalismo”: muito além da fantasia
Ler

“Cosplay, Steampunk e Medievalismo”: muito além da fantasia

Hoje trago a vocês um artigo um pouco diferente. Apesar de ser cosplayer e medievalista (do tipo que faz pesquisa acadêmica, não batalha campal), não tenho grandes fetiches pela Idade Média (como leitores do blog estão cansados de saber, é o Japão dos anos 19...
“Kono Sekai no Katasumi ni”: a geração que não sabia ver
Ler

“Kono Sekai no Katasumi ni”: a geração que não sabia ver

Das imagens que minha vó trouxe da Segunda Guerra, uma se destaca das demais. De tempos em tempos, aviões aliados sobrevoavam seu vilarejo, metralhando tudo o que encontravam pela frente. Minha vó nunca ficava para o espetáculo: ao primeiro som das hélices, e...
“O Infinito no Meio”: algo fundamental escapa pelos dedos
Ler

“O Infinito no Meio”: algo fundamental escapa pelos dedos

Prisão epifânica é um tipo de cárcere em que não sabemos que estamos presos. É só quando tentamos fugir que descobrimos que nossa vida, na verdade, é uma cela. É a Caverna de Platão, a Matrix, a Seahaven Island de O Show de Truman, o Museu do Silêncio de Yoko...
4 motivos que fizeram de “Age of Empires” um marco
Ler

4 motivos que fizeram de “Age of Empires” um marco

Qual o jogo que fez de você um gamer? Não digo o primeiro que jogou. Aquele que o fez sentir que era parte de algo maior. Que trazia aquele sorriso de cumplicidade sempre que topava com outro fã. Para mim, há um número de games que disputam o lugar. Dentre e...