Loading posts...
“O Museu do Silêncio”: as memórias (e a literatura) são universais
Ler

“O Museu do Silêncio”: as memórias (e a literatura) são universais

Muitos anos atrás, um primo italiano, restaurador, deu para minha mãe um vaso que encontrou em um sítio arqueológico. Ele o escavara em Cariati, uma pequenina cidade do sul da Itália de onde veio a minha família. Estava em pedaços e parecia ser muito antigo. ...
“História da Sua Vida”: o conto que inspirou “A Chegada”
Ler

“História da Sua Vida”: o conto que inspirou “A Chegada”

Tudo isso que eu já vi na guerra, (...) tanta falta de sentido, violência... me fez pensar sobre falta de comunicação. Quer dizer, essa não é a raiz de tudo isso? Conflitos, guerras... no final das contas, não é tudo questão de linguagem? As palavras que...
A moralidade de “Rogue One” é mesmo cinza?
Ler

A moralidade de “Rogue One” é mesmo cinza?

Um bilhão de dólares. Essas são as cifras da bilheteria de Rogue One, stand-alone de Star Wars que chachoalhou os cinemas mês passado. Entre isso e o sucesso de público de O Despertar da Força, parece não haver dúvidas de que a aposta da Disney em comprar a L...
“The Crown”: Por que Elizabeth II é tão importante
Ler

“The Crown”: Por que Elizabeth II é tão importante

Algumas heroínas são óbvias. Outras, nem tanto. Todos nós estamos acostumados a garotas mágicas e guerreiras de capa e collant. Nos últimos tempos, anti-heróinas e vilãs carismática também marcaram presença. Não parece ter sido o suficiente para a Netflix, ...
“Tyranny”: uma fábula sobre o totalitarismo
Ler

“Tyranny”: uma fábula sobre o totalitarismo

Na semana passada, a Obsidian entregou uma das propostas mais ambiciosas de sua história: um RPG em que só podemos interpretar vilões, cujo objetivo é dominar fracos e oprimidos. Eu mesmo escrevi sobre quão difícil era a ideia - e quais os truques que os cr...
“Black Mirror”: nosso maior pesadelo é o passado, não o futuro
Ler

“Black Mirror”: nosso maior pesadelo é o passado, não o futuro

Se eu tivesse que apostar que uma série britânica underground como Black Mirror um dia ganharia os aplausos da multidão, perderia meu dinheiro. É verdade que a obra, que está agora em sua terceira temporada, sempre deu sinais de que brilharia. Gigantes do e...
O atentado ao metrô de Tóquio e a literatura japonesa
Ler

O atentado ao metrô de Tóquio e a literatura japonesa

Em 20 de março de 1995, cinco membros do culto apocalíptico Aum Shinrikyo embarcaram em linhas diferentes do metrô de Tóquio. Sob os braços, levavam  bolsas do neuro-agente sarin enroladas em jornal. Em dado momento, armados com guarda-chuvas de pontas limadas...
Tudo o que você já quis saber sobre dublagem de games (mas nunca perguntou)
Ler

Tudo o que você já quis saber sobre dublagem de games (mas nunca perguntou)

Quem ronda a internet atrás de notícias sobre Mass Effect: Andromeda já deve ter se deparado com a Explorers Wanted. A campanha da Bioware permite que qualquer um concorra à chance de ter sua voz incluída na próxima aventura épica do estúdio. A ideia não é ...
“Fune wo Amu”: o dicionário é mais do que um simples livro
Ler

“Fune wo Amu”: o dicionário é mais do que um simples livro

Eu me lembro de quando vi o Dicionário Houaiss pela primeira vez na vida. O ano era 2001, e eu, então com 10 anos, nunca havia visto um livro maior, mais bonito nem, provavelmente, mais caro. Ele acabara de ser lançado, e a banca de jornal em que eu ia toda...
‘Pokémon Go’: O bom, o mau e o feio
Ler

‘Pokémon Go’: O bom, o mau e o feio

Goste ou não, não é mais possível ignorar o fenômeno. Pokémon Go se tornou campeão de pesquisas no Google , superou o Tinder em número de instalações e criou um novo gênero de pornografia. Sua popularidade é tão grande que foi criado até um site para acompa...