Loading posts...
3 jogos para entender a Primeira Guerra Mundial (antes de ‘Battlefield 1’)
Ler

3 jogos para entender a Primeira Guerra Mundial (antes de ‘Battlefield 1’)

No mundo dos games existem alguns mandamentos não-escritos. Até pouco tempo atrás, "Não ambientarás teu jogo na Primeira Guerra Mundial" estava no topo da lista. De fato, se a Segunda Guerra Mundial é um dos períodos históricos mais abordados de todo o meio, ...
Entrevista: escrevendo as quests de ‘Witcher 3’
Ler

Entrevista: escrevendo as quests de ‘Witcher 3’

Não há dúvidas de que The Witcher 3: The Wild Hunt é um dos jogos mais impressionantes de memória recente. O blockbuster da CD Projekt RED, baseado em um dos maiores sucessos da fantasia europeia, conseguiu a façanha de combinar um open world imersivo, gráfi...
Por que é tão difícil retratar vilões em games (e o que fazer para facilitar)
Ler

Por que é tão difícil retratar vilões em games (e o que fazer para facilitar)

Moralidade. Aqueles que acompanham a cena de games já devem estar acostumados a ver essa palavra em descrições de jogos. De fato, da mesma forma como Skyrim fez com que open worlds se tornassem o novo dogma, games moderninhos dos anos 2000 se ancoraram em “di...
O cansaço com os ‘open worlds’ e o que significa se divertir
Ler

O cansaço com os ‘open worlds’ e o que significa se divertir

O fim dos anos 1980 teve os adventure games. Nos consoles, por volta da mesma época, os jogos de plataforma brilhavam. O final dos anos 1990 teve sua "Era de Ouro" dos RPGs isométricos. E os anos 2000 testemunharam a glória dos FPSs militares. Durante toda ...
Quando os games questionam o progresso
Ler

Quando os games questionam o progresso

Parece óbvio que mídias tão contemporâneas como os videogames sejam otimistas em relação ao futuro. Por mais que Deus Ex ou Fallout nos lembrem de consequências nefastas da tecnologia, a ideia de que “progresso” - em alguma forma -  é algo bom não precisa de...
‘Darkest Dungeon’ e a importância dos roguelites para os games
Ler

‘Darkest Dungeon’ e a importância dos roguelites para os games

Um grupo de aventureiros decide desbravar as ruínas de um castelo em busca de tesouro. Seria a premissa de 90% dos dungeon crawlers do mercado, não fosse alguns pequenos detalhes: Os aventureiros são humanos e podem ter um colapso nervoso caso encontrem algum...
Os museus, o apocalipse e a fé de ‘Fallout’ na humanidade
Ler

Os museus, o apocalipse e a fé de ‘Fallout’ na humanidade

(ATENÇÃO: contém pequenos spoilers de Fallout 4) Escolha qualquer jogo de fantasia. Encontre um fã de carteirinha. Pergunte a ele se já sonhou em viver dentro de seu mundo virtual. Com quase toda a certeza ele dirá sim, soltará um suspiro e contará das noites...
RPG ou FPS? O problema dos gêneros em videogames
Ler

RPG ou FPS? O problema dos gêneros em videogames

Fallout 4 já vendeu mais de 12 milhões de unidades e está no caminho de se tornar um dos títulos mais populares da geração. Nem todo o sucesso, no entanto, o salvou dos desafetos. Na linha de Mass Effect 3, Dragon Age II, Diablo III e tantos outros no passad...
A ‘Wild Hunt’ na música clássica
Ler

A ‘Wild Hunt’ na música clássica

Já no meu primeiro post nesse blog eu disse que o mais sensacional do universo geek é sua capacidade de agregar aquilo que está do lado de fora. Para a surpresa dos que rotulavam todos os videogames como "baixa cultura", isso inclui as maiores obras-primas da ...
‘Liberdade de escolha’, ou como os video games nos enganam
Ler

‘Liberdade de escolha’, ou como os video games nos enganam

O mundo dos games é repleto de chavões. Dentre eles, pouco são mais usuais (e controversos) do que “liberdade de escolha”. Fãs de RPG, em particular, terão dificuldade em encontrar qualquer análise aprofundada de seu jogos favoritos que não esbarre na expressã...