Anime x Livro: “Gankutsuou: O Conde de Monte Cristo”

Muitos animes são baseados em mangás. Outros tantos em games ou visual novels.

Mas existem também aqueles baseados em livros. E não digo apenas as light novels tão populares na Terra do Sol Nascente. Mas romances “inteiros”, para o público infanto-juvenil ou adulto, que já possuem um espaço cimentado na literatura. E, em alguns casos, uma fama que remonta a séculos.

Continuar lendo Anime x Livro: “Gankutsuou: O Conde de Monte Cristo”

“Perfect Blue”: o livro por trás do anime clássico

Há uma cena em Perfect Blue que permanece em nossa mente muito depois do filme acabar. Murano, um fotógrafo, recebe um delivery de pizza. Assim que abre a porta, a entregadora o apunhala com uma chave de fenda.

Murano cambaleia. Um segundo golpe leva seu olho. Sangue cobre os móveis na medida em que ensaia uma defesa fútil. A atacante o sobrepuja, e nós vemos que é Mima Kirigoe, nossa protagonista, uma atriz cujos nus Murano fotografou.

Continuar lendo “Perfect Blue”: o livro por trás do anime clássico

Em busca dos nerds: 3 livros para entender o mundo geek

Fonte

O geek dominou a cultura. Filmes de super-herói, antes debochados, são louvados como obras-primas do cinema. Campeonatos de e-sport disputam espaço com as modalidades tradicionais. Convenções como a CCXP agregam todo tipo de artista, de fanzineiros das antigas a celebridades que nunca abriram um gibi um vida.

Não foi uma conquista sem baixas, e muitos têm se perguntado se o resultado valeu a pena.

Continuar lendo Em busca dos nerds: 3 livros para entender o mundo geek

“Carbono Alterado”: há espaço para o noir nos dias de hoje?

 

Literatura e cinema tem uma afinidade bastante conhecida. Desde os primórdios da sétima arte, foram dos livros que tiraram suas maiores inspirações – e aos livros que recorreram para construir seus universos expandidos.

Estudiosos de cinema, no entanto, sabem que livros possuem uma afinidade parecida com outra mídia: a TV. Com sua longa duração e capacidade de lidar com tramas paralelas, a série é um veículo ideal para destrinchar romances complexos.

Continuar lendo “Carbono Alterado”: há espaço para o noir nos dias de hoje?

“La Belle Sauvage”: Philip Pullman e sua nova luta contra a Autoridade

the book of dust cover.png

His Dark Materials é uma das séries mais populares, célebres e polêmicas do cânone infanto-juvenil.  Vinte e dois anos depois do lançamento de seu primeiro livro – uma recontagem de Paraíso Perdido protagonizada por crianças – a ousadia de Phillip Pullman continua desconcertante.

Quando o autor decidiu revisitar sua trilogia, portanto, não foram poucos os fãs que tomaram a internet de assalto, com êxtase digno – com o perdão da ironia – de uma segunda vinda de Cristo.

Continuar lendo “La Belle Sauvage”: Philip Pullman e sua nova luta contra a Autoridade

“O Infinito no Meio”: algo fundamental escapa pelos dedos

cover infinito no meio.png

Prisão epifânica é um tipo de cárcere em que não sabemos que estamos presos. É só quando tentamos fugir que descobrimos que nossa vida, na verdade, é uma cela.

É a Caverna de Platão, a Matrix, a Seahaven Island de O Show de Truman, o Museu do Silêncio de Yoko Ogawa, o Fim do Mundo de Haruki Murakami.

Continuar lendo “O Infinito no Meio”: algo fundamental escapa pelos dedos

“Jogador No. 1” e a vaidade da geração nerd

ready player one cover.jpg

Um jovem guerreiro encontra uma terra paradisíaca. Aqui, não há velhice, fome ou pobreza. Ele pode ser quem ele quiser, ao lado da mulher de seus sonhos. Um mundo perfeito.

Um dia, no entanto, ele descobre que a perfeição cansa. Começa a sentir saudade do mundo real, apesar de todos os seus problemas. Resignado, embarca em uma jornada de volta.

Continuar lendo “Jogador No. 1” e a vaidade da geração nerd

Revisitando “Solaris”: como o clássico de Lem mudou a literatura

solaris head.png

Existem pautas que nos pegam de surpresa, e outras que não aguentamos de vontade para colocar no papel.

O texto de hoje é do segundo tipo.

Qual foi minha surpresa ao navegar pelos canais da editora Aleph e descobrir que Solaris, clássico insuperável de Stanislaw Lem, ganharia uma nova (e linda) versão brasileira.

Continuar lendo Revisitando “Solaris”: como o clássico de Lem mudou a literatura

“Matéria Escura”: um romance perdido no uncanny valley

chicago bean night
Por CatharsisJB

Você voltaria ao passado para consertar algum arrependimento?

E se isso custasse abandonar a vida que tem hoje, com tudo o que trouxe de bom?

Se tivesse de escolher entre viver oportunidades que deixou passar e tudo o que tem hoje, qual seria sua escolha?

Continuar lendo “Matéria Escura”: um romance perdido no uncanny valley

4 livros para quem curte “Kuzu no Honkai”

Kuzu no Honkai cover 2.jpg

Grande sucesso da temporada, Kuzu no Honkai tem colecionado elogios por nos apresentar uma história que não vemos todos os dias: um antirromance.

Enquanto que muitos autores nos trazem amores açucarados e previsíveis, o anime se destacou por trazer personagens imperfeitas, em relações que trazem mais dor que felicidade. Um balde de água fria em um gênero marcado pela idealização.

Continuar lendo 4 livros para quem curte “Kuzu no Honkai”